Grafites, a orige

Ladislau da Regueira | Grafites, a orige | Eu no espelho I (1992)
Ladislau da Regueira | Grafites, a orige | Eu no espelho II (1992)
Ladislau da Regueira | Grafites, a orige | Umha cabeça de gesso cortada para Luis Cernuda (1992)
Ladislau da Regueira | Grafites, a orige | Papa-Ventos (1992)
Ladislau da Regueira | Grafites, a orige | Muito miras para mim (1992)
Ladislau da Regueira | Grafites, a orige | Duas cabeças (1992)
Ladislau da Regueira | Grafites, a orige | Na busqueda do lume originário (1992)
Ladislau da Regueira | Grafites, a orige | Cobilhom mais o Demo Maior (1992)
Ladislau da Regueira | Grafites, a orige | No próprio fotomatom (1992)
Ladislau da Regueira | Grafites, a orige | Nestes dias ando co'a navalha quitada (1992)
Ladislau da Regueira | Grafites, a orige | Ela indicou-me o caminho de saida (1992)
Ladislau da Regueira | Grafites, a orige | Surpresa, enfado e rem de resignaçom (1992)
Ladislau da Regueira | Grafites, a orige | A felizidade sempre pretérita (1992)
Ladislau da Regueira | Grafites, a orige | Indiferência (1992)